Ministério da Cultura, Britânia e Philco apresentam:

Perfis dos Pianistas

Valentina Lisitsa (Ucrânia)

A primeira estrela do Youtube da música clássica é a primeira artista clássica que transformou seu sucesso na internet em carreira internacional. Divulgou seu primeiro vídeo no YouTube em 2007. Hoje, seu canal tem recorde de mais de 62 milhões de visualizações e mais de 450 mil assinantes. Costuma ser descrita pelos críticos como “um anjo tocando” ou “pianista eletrizante”.

Bianca Gismonti (Brasil)

Filha do pianista, violonista e compositor Egberto Gismonti, aos 9 anos, iniciava os estudos de piano e teoria musical e, aos 15, começava a tocar com o pai pelos palcos do mundo. Após turnês com participação de diversos músicos, em 2014, a formação do BG Trio se consolidou. Em 2016, iniciaram a gravação de seu terceiro disco, “Desvelando Mares”, junto com o DVD do segundo trabalho, “Primeiro Céu”.

Cristian Budu (Brasil)

De origem romena, é um dos expoentes de sua geração. Desde muito jovem, alcançou os primeiros lugares em concursos nacionais. Desenvolve dueto com a violinista suíça Esther Hoppe, vencedora do Concurso Internacional Mozart e que leciona em Salzburg. É o criador do projeto Pianosofia (www.pianosofia.com), que traz música clássica para a casa das pessoas por parte de uma comunidade de músicos que frequentemente se encontram, ensaiam e cultivam o amor pela música.

Elina Sarkisian (Rússia)

A jovem russa Elina, de 23 anos, foi pupila de mestres como Tatiana Zelikman, Arie Vardi e Boris Petrushansky e impressiona audiências com a maturidade de sua interpretação, integralidade de conceito e perfeição técnica. Realizou concertos em vários países europeus e recebeu bolsas de estudos de importantes organismos internacionais.

Emanuele De Caria (Itália)

O italiano Emanuele Vito De Caria acumula premiações em concursos de piano, em várias cidades do seu país. Em 2017, realizou o concerto inaugural da primavera no Teatro Comunale di Bologna com os 24 estudos de Chopin, além da intensa atividade como concertista em teatros, apresentando recitais solos e música de câmara.

João Tavares Filho (Brasil)

Virtuoso do piano erudito e popular, definido pela crítica italiana como pianista “intensamente musical e expressivo”, vem realizando concertos como solista com orquestra na Europa, na América do Sul e nos Estados Unidos. Em 2016, tornou-se um dos fundadores da Orchestra Notturna Clandestina. Foca seus estudos na música erudita, nunca abandonando a popular. Em todos os seus concertos, busca incluir arranjos próprios de músicas populares brasileiras.

Manuel Fraga (Argentina)

Formado por Manuel Fraga (piano), Damian Falcon (contrabaixo) e Germán Roco (bateria), o trio interpreta, no I Pianíssimo, repertório dedicado às trilhas sonoras dos filmes do cineasta Woody Allen. Reconhecido com um dos melhores pianistas de jazz argentinos, Manuel já se apresentou nas mais importantes salas de seu país, bem como no circuito de clubes de jazz. Desde 2005, dirige o seu próprio trio. Com nove discos, Manuel vem de uma família de músicos e realiza um trabalho importante como docente em classes, oficinas e clínicas de piano, improvisação, harmonia e estilos de jazz.

Michael Andreas Haeringer (Espanha)

Nascido em Barcelona, filho de pais alemães, começou a ter aulas de música aos 4 anos. Desde 2007, é aluno do pianista russo Gennady Dzubenko. Em 2016, apresentou-se no Palau de la Música, em Barcelona, executando o Concerto nº 5 “Emperor”, de Beethoven. Entre 2008 e 2010, venceu sete primeiros prêmios e foi finalista em vários concursos nacionais e internacionais de piano.

Miguel Proença (Brasil)

O idealizador e diretor técnico do I Pianíssimo de Joinville é natural de Quaraí (RS) e radicado no Rio de Janeiro. De renome internacional, é muito saudado pelo público e pela crítica nos seus 56 anos de carreira. Já atuou em diversos países de todo o mundo como solista e camerista, com inúmeros recitais na Europa, Estados Unidos e Ásia, além de participar do júri de diversos concursos de piano internacionais. Possui extensa discografia que reúne mais de 20 gravações. Exerceu cargos de diretor artístico do Teatro do Sesi, de Porto Alegre, secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, diretor da Sala Cecília Meireles e diretor da Escola de Música Villa-Lobos. Foi professor convidado da Universidade de Música de Karlsruhe, Alemanha. Doutor em Música pela Escola Superior de Música de Hannover, fez parte do corpo docente do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Executou a parte para piano da trilha sonora do filme “Villa-Lobos – Uma Vida de Paixão”, de Zelito Viana. Em 2001, foi premiado com o 1º Troféu Negrinho do Pastoreio, na categoria música erudita, oferecido pela Associação Municipalista do Rio Grande do Sul. Em 2005, lançou a coletânea Piano Brasileiro pela gravadora Biscoito Fino, inaugurando o Selo Biscoito Clássico. Em 2006, juntamente com a atriz e cantora Bibi Ferreira, lançou o disco “Tango”, pelo Selo Biscoito Fino, escolhido como Melhor Disco de Língua Estrangeira, no Prêmio TIM de Música Brasileira. Para comemorar os 50 anos de carreira, lançou o CD triplo “Pianíssimo”, que reúne as principais gravações do vasto repertório internacional. Em 2015, o Projeto Piano Brasil VII, iniciativa sua, chegou a 15 cidades brasileiras, com recitais, masterclasses e ensaios abertos, além da reedição de 3 mil unidades da coletânea “Piano Brasileiro”, com 632 unidades distribuídas para mais de 40 instituições de ensino musical em todo o país.

Pablo Rossi (Brasil)

Catarinense de São José, foi o ganhador do Concurso Nacional Nelson Freire para Novos Talentos Brasileiros, em 2003, e está construindo brilhante carreira. Ganhou seu primeiro concurso com 7 anos e, desde então, somou mais de dez primeiros prêmios internacionais. Tem atuado como solista à frente de importantes orquestras, como a de Câmara do Kremlin, de Moscou e de Auvergne, e as Sinfônicas de Kirov, Brasileira (OSB) e de São Paulo (Osesp). Apresentou mais de 100 recitais em salas de prestígio pela Europa, Estados Unidos, África e América Latina. Atualmente, mora em Bruxelas, na Bélgica, onde estuda regência orquestral com o maestro Ronnie Zollman.

Roman Zaslavsky (Rússia/Israel)

Ganhou reconhecimento internacional depois de vencer o primeiro prêmio do “José Iturbi International Piano Competition”, em Valência, na Espanha. Desde então, vem atuando regularmente nos principais palcos mundiais, nos principais países europeus, assim como em Israel, Japão, Colômbia, México, Argentina e Brasil. Em 2017, foi indicado para professor de piano na University of Music and Arts, em Viena.

David Feldman

Pianista, arranjador, compositor e engenheiro de som, nasceu no Rio de Janeiro, tendo iniciado estudos musicais e de piano aos 4 anos de idade. Em 2000, matriculou-se na New School for Jazz and Contemporary Music, em Nova York, graduando-se em 2002. Em 2004, foi semifinalista da competição de piano solo no Montreux Jazz Festival e retornou ao Brasil, onde tocou com Leny Andrade, Leila Pinheiro e atuou em duo com veteranos nomes da música brasileira, como Paulo Moura e Leo Gandelman. Em 2014, lançou um disco solo de piano e, dois anos depois, o álbum “Horizonte”, que confirmou o pianista carioca como um dos grandes talentos da música instrumental brasileira.

Estefan Iatcekiw (Brasil)

Primeiro colocado no no lV International Rachmaninov Piano Competition for Young Pianist, na Alemanha, o jovem curitibano, de apenas 14 anos, vem desenvolvendo uma trajetória de destaque. Iniciou seus estudos de piano aos 5 anos de idade, aos 9, fez o seu primeiro recital solo, vencendo, desde então, vários concursos nacionais.

João Elias (Brasil)

Graduado em piano na UFRJ, João Elias participou de master classes com importantes professores e foi vencedor dos mais expressivos concursos nacionais, entre os quais, o Prêmio Revelação do Piano no III Concurso Nacional Jovem Destaque (2010); Concurso para Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRJ (2011); e o X Concurso Nacional Villa-Lobos em Vitória (2013).

Ligia Moreno (Brasil)

Ligia é detentora de mais de 20 premiações em concursos nacionais e internacionais, entre os quais, o II Concurso Internacional Grieg-Nepomuceno; o II Prêmio Furnas; o Concurso Villa-Lobos; e o III Encuentro Internacional de Niños y Jóvenes Músicos. Mestre em Música pela Universidade de Brasília, a pianista atuou como solista das orquestras Sinfônica Brasileira, Sinfônica da Bahia, Experimental de Repertório, Bachiana Filarmônica, Sinfônica de Porto Alegre e Sinfônica de Brasília, entre outras.

Pavel Kasarian (Brasil/Joinville)

O diretor da Escola do Teatro Bolshoi em Joinville nasceu em Moscou, na Rússia. Começou a tocar piano aos 4 anos e, aos 19, foi diplomado pelo Instituto Tchaikovsky, de Viena, na Suíça, sendo contratado posteriormente pelo Bolshoi de Moscou. Em Joinville desde 2001, procura harmonizar suas funções à frente do Teatro Bolshoi com seu lado pianista. Desde 2016, dedica- se a uma parceria com o violinista joinvilense Gabriel Vieira, em apresentações que mesclam o erudito com o pop/rock.

Matheus Alborghetti (Brasil/Joinville)

Iniciou seus estudos musicais na Escola de Música Villa-Lobos, da Casa da Cultura de Joinville, em 2005. Em 2011, foi pianista da reinauguração da Sociedade Cultural Lírica de Joinville. Participou das duas edições (2014-15) do espetáculo “Noite das Artes” na Sociedade Harmonia-Lyra de Joinville, acompanhando o barítono catarinense Douglas Hahn. Mora em Curitiba, onde estuda na Escola de Música e Belas Artes do Paraná.

José Mello (Brasil/Joinville)

Gaúcho de nascimento, vive há quase 40 anos em Joinville, onde construiu sólida empresa e carreira paralela dedicada à música. E não apenas à sua própria, mas a de toda uma geração de músicos da noite. Conhecido como Maestro Mello, é engenheiro de formação e mantém uma banda integrada por vários profissionais joinvilenses – entre eles, o violonista Jorge Mello, médico e irmão do maestro. Pianista e acordeonista de talento, também foi reconhecido por sua performance na interpretação de várias peças do repertório de Astor Piazzolla.

Davi Sartori (Brasil)

Pianista, arranjador e compositor, transita por áreas e gêneros musicais diversificados. Nascido em Terra Roxa (SP), está radicado em Curitiba há 18 anos, quando passou a integrar a classe da respeitada pianista russa Olga Kiun, da Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Estreou sua obra camerística “Miniaturas do Imaginário Infantil” na Capela Santa Maria e teve composições premiadas no “Cascavel Jazz Festival” 2004. Atuou como solista e tem em sua discografia cerca de 40 CDs e 20 DVDs gravados, incluindo participações, arranjos e produções. Faz parceria em um duo com o violinista Gabriel Vieira.

Fabio Oliveira (Brasil)

Natural de Joinville, é pianista, compositor e arranjador. Sua atuação percorre diferentes formatos e estilos musicais, servindo e apoiando a música regional. No repertório solo interpreta temas de compositores catarinenses, da música brasileira e internacional, também somando com músicas autorais. É pianista do Instituto Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

Patrocínio Master
Patrocínio
Apoio Cultural
Apoio
Apoio Institucional
Apoio em Serviços
Produção e Realização
Planejamento Cultural


Copyright © 2018 • Pianíssimo - Todos os Pianos do Mundo • Direitos Reservados