Ministério da Cultura, Britânia e Philco apresentam:

Notícias

18/09/2018 Os pianos estão chegando

De 19 a 23 de setembro, o I Pianíssimo de Joinville promete criar nova referência cultural na cidade da dança.

o I Pianíssimo de Joinville – Todos os Pianos do Mundo, que se realiza entre 19 e 23 de setembro, promete movimentar o cenário cultural do município mais populoso de Santa Catarina. Atrações nacionais e internacionais – 20 pianistas, no total – se apresentam no Teatro Juarez Machado e em espaços públicos e privados, sempre com entrada gratuita. O desafio dos organizadores é transformar a Cidade da Dança na Cidade do Piano.

Na noite de abertura (19), os pianistas Cristian Budu e Bianca Gismonti estarão no Teatro Juarez Machado em apresentações solo e trio, respectivamente. Já no encerramento (23), será a vez de conferir a ucraniana Valentina Lisitsa, fenômeno da música clássica na internet que já obteve mais de 170 milhões de visualizações em vídeos postados no Youtube. Ao longo do Pianíssimo, o público poderá apreciar o talento de outros grandes nomes do instrumento, vindos de países como Rússia, Espanha, Itália e Argentina.

Idealizador do evento e um dos maiores pianistas brasileiros, o gaúcho Miguel Proença é um artista que se dedicou a resgatar a história da música erudita no país, estudando e gravando os principais compositores nacionais. Ao lado de Proença, na organização, estão o experiente produtor musical Carlos Branco, de Porto Alegre, e a joinvilense Albertina Tuma, criadora do Festival de Dança.

No intervalo entre os espetáculos que abrem o I Pianíssimo, Proença apresenta e autografa, para o público catarinense, no foyer do Teatro Juarez Machado, o CD triplo, lançado em 2012, em comemoração aos 50 anos de uma carreira musical recheada de sucesso. O CD reúne os clássicos mais tocados pelo artista nestas mais de cinco décadas de música. Proença interpreta as principais gravações do repertório internacional, de compositores como Chopin, Schubert, Mozart, Bach-Busoni,.Rachmaninoff e Brahms. Também estará disponível o CD Tango, gravado com a atriz e cantora Bibi Ferreira, que se aposentou dos palcos recentemente.

Palcos livres
Outro ponto alto são os palcos ao ar livre. Nos dias 21 e 22, a Praça da Bandeira, no Centro de Joinville, receberá o Piano na Praça, com um instrumento montado no palco de um caminhão. Já no dia 23, a partir das 11h, músicos que se inscreveram pelo site do evento e foram selecionados pela organização se apresentam no Palco Vany Knoll, na Casa do Capitão. A seleção dos candidatos para esse palco aberto foi feita por Miguel Proença.

Masterclasses
Na esteira de um dos principais objetivos do I Pianíssimo de Joinville, que é promover a formação e aperfeiçoamento do piano, Miguel Proença ministra masterclass para professores e alunos avançados, no dia 21 de setembro, às 10h, no Teatro Juarez Machado.

No dia anterior, às 15h, no Conservatório Belas Artes, o pianista se encontra com alunos das escolas de música e de dança que apoiam o evento – além de uma masterclass para os alunos, Proença conversa com os professores sobre técnica e estudo do piano.

Outros artistas também participam de encontros, durante os cinco dias do Pianíssimo. Esses eventos abordam temas relevantes na área pianística como métodos de estudo, repertório, técnica, trabalho desenvolvido com música de câmara, duos e relatos de experiências, entre outros.

Piano no caminhão
Pianistas vão mostrar sua arte no palco instalado em um caminhão, uma das atrações do I Pianíssimo de Joinville, com a parceria da Stage Music. Será nos dias 21 e 22 de setembro, na Praça da Bandeira. O caminhão-palco também estará em uma escola.

21/09
16h – Davi Sartori     
17h – Fábio Oliveira 
18h – Matheus Alborghetti

22/09
10h – Davi Sartori
11h – Fábio Olivieira
12h – Maestro Mello

Música por toda parte
De salões de beleza a restaurantes, passando pelo Aeroporto de Joinville, o público poderá apreciar a arte do piano nos mais diferentes locais. Parceria do Pianíssimo com a loja Graves & Agudos e vários estabelecimentos de diferentes áreas vai permitir que, durante os cinco dias do evento, pianos estejam espalhados pela cidade, disponibilizando apresentações de pianistas para clientes e frequentadores em geral. Ao chegar à cidade, já no aeroporto, os convidados desta verdadeira celebração da arte musical serão recebidos com apresentações especiais. Ao todo, 20 instrumentos – 10 pianos Schumann e outros 10 pianos Casio, digitais – estarão instalados pela cidade.

Ação socioeducativa
Entre as atividades paralelas que antecederam o evento, foi realizada uma ação social que levou conhecimento da cultura do piano a alunos de cinco escolas municipais. Segundo Patrícia Macedo, responsável pelo projeto e coordenadora técnica do I Pianíssimo, o objetivo foi ampliar o universo cultural dos estudantes, apresentando as possibilidades sonoras e musicais em torno do piano.

Cada apresentação esteve embasada em um material audiovisual produzido especialmente para a ação, com distribuição de cartilhas interativas que contam a história do piano, mostram composições para piano e outros instrumentos, além de vários pianos tocando ao mesmo tempo, passeando por diferentes estilos musicais.   

Uma segunda iniciativa acontece na semana do Pianíssimo. É o “Piano na Escola”, caminhão-palco com piano acústico que visitará a Escola de Educação Básica Gustavo Augusto Gonzaga, recebendo alunos também de instituições próximas para uma apresentação ao vivo.

A PROGRAMAÇÃO

19 de setembro
Estreia do I Pianíssimo. A abertura, no Teatro Juarez Machado, será às 19h30, com o concerto de Cristian Budu. Logo após, apresentação do CD triplo “Pianíssimo”, de Miguel Proença. Para terminar a primeira noite com chave de ouro, Bianca Gismonti, a partir das 22h30.

20 de setembro
10h – encontro sobre música de câmara, com João Elias e Lygia Moreno, na Casa da Cultura
15h – encontro com Miguel Proença, no Conservatório Belas Artes
17h – concerto de Estefan Iatcekiw, na Sala Agripina/Escola Bolshoi
18h – concerto para dois pianos, com João Elias e Lygia Moreno, no Teatro Juarez Machado
19h – apresentações de Matheus Alborghetti, no Garten Shopping, e Pavel Kazarian com Gabriel Vieira, no Shopping Mueller
20h30 – concerto para dois pianos, com Elina Sarkisian (Rússia) e Emanuele de Caria (Itália), no Teatro Juarez Machado

21 de setembro
10h – encontro e masterclass com Miguel Proença, na Casa da Cultura, e apresentação de Fábio Oliveira, na Escola Estadual Gustavo Augusto Gonzaga, com o piano no caminhão
15h – encontro com Lygia Moreno, sobre música russa para piano, no Conservatório Belas Artes
16h – apresentações de Davi Sartori, Fábio Oliveira e Matheus Alborghetti: o piano no caminhão vai à Praça da Bandeira
17h – concerto de Elina Sarkisian (Rússia), na Sala Agripina/Escola Bolshoi
18h – apresentação do Maestro Mello, no Instituto Juarez Machado
19h – espetáculos do Manuel Fraga Trio (Argentina), no Shopping Mueller, e de Davi Sartori com Gabriel Vieira, no Garten Shopping
20h30 – concerto de Michael Andreas Haeringer (Espanha), no Teatro Juarez Machado
23h – apresentação do David Feldman Trio, na Galeria 33

22 de setembro
10h – o piano no caminhão vai à Praça da Bandeira, com apresentações de Davi Sartori, Fábio Oliveira e Maestro Mello         
10h30 – encontro com Estefan Iatcekiw, na Casa da Cultura
15h – encontro com João Tavares, na escola Arte Maior
16h – apresentação de Pavel Kazarian com Gabriel Vieira, no Instituto Juarez Machado
18h – concerto de Pablo Rossi, no Teatro Juarez Machado
19h – espetáculo do David Feldman Trio, no Shopping Mueller
20h30 – concerto de Roman Zaslavsky (Rússia), no Teatro Juarez Machado
23h – apresentação do Manuel Fraga Trio, na Galeria 33

23 de setembro
Para fechar o Pianíssimo com chave de ouro, um grande nome do piano internacional faz o concerto de encerramento: a ucraniana Valentina Lisitsa se apresenta no Teatro Juarez Machado a partir das 20h.

Pela manhã, 10h30, João Tavares no Teatro Juarez Machado. E logo em seguida, às 11h, começam as apresentações de pianistas inscritos previamente, no Palco Livre Vany Knoll (Casa do Capitão).

OS ARTISTAS DO PIANO       

Miguel Proença (Brasil). De renome internacional, completa 56 anos de carreira em 2018. Natural de Quaraí, Rio Grande do Sul, e radicado no Rio de Janeiro, já atuou em diversos países como solista e camerista, com inúmeros recitais, além de participar do júri de diversos concursos internacionais de piano. Tem extensa discografia que reúne mais de 20 gravações. Foi professor convidado da Universidade de Música de Karlsruhe, Alemanha. Doutor em Música pela Escola Superior de Música de Hannover, fez parte do corpo docente do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).     

Cristian Budu (Brasil). De origem romena, é um dos expoentes de sua geração. Desde muito jovem, alcançou os primeiros lugares em concursos nacionais. Desenvolve duo com a violinista suíça Esther Hoppe, vencedora do Concurso Internacional Mozart e que leciona em Salzburg.  Criador do projeto Pianosofia (www.pianosofia.com), que traz música clássica para a casa das pessoas por parte de uma comunidade de artistas que frequentemente se encontram, ensaiam e cultivam o amor pela música.

Bianca Gismonti (Brasil). Filha do pianista, violonista e compositor Egberto Gismonti, aos 9 anos, iniciava os estudos de piano e teoria musical e aos 15 começava a tocar com o pai pelos palcos do mundo. Após turnês com participação de diversos músicos, em 2014, a formação do BG Trio se consolidou. Em 2016, iniciaram a gravação de seu terceiro disco, “Desvelando Mares”, junto com o DVD do segundo trabalho, “Primeiro Céu”.

Valentina Lisitsa (Ucrânia). A primeira estrela do Youtube da música clássica é a primeira artista clássica que transformou seu sucesso na internet em carreira internacional. Divulgou seu primeiro vídeo no YouTube em 2007. Hoje, seu canal tem recorde de mais de 170 milhões de visualizações. Costuma ser descrita pelos críticos como “um anjo tocando” ou “pianista eletrizante”.

Elina Sarkisian (Rússia). A jovem russa Elina, 23 anos, foi pupila de mestres como Tatiana Zelikman, Arie Vardi e Boris Petrushansky, e impressiona audiências com a maturidade de sua interpretação, integralidade de conceito e perfeição técnica. Realizou concertos em vários países europeus e recebeu bolsas de estudos de importantes organismos internacionais.     

Emanuele Vito De Caria (Itália) acumula premiações em concursos de piano, em várias cidades italianas. Em 2017, realizou o concerto inaugural da primavera no Teatro Comunale di Bologna com os 24 estudos de Chopin, além da intensa atividade como concertista em teatros, apresentando recitais solos e música de câmara.

João Tavares Filho (Brasil). Virtuoso do piano erudito e popular, definido pela crítica italiana como pianista “intensamente musical e expressivo”, vem realizando concertos como solista/solista com orquestra na Europa, América do Sul e Estados Unidos. Em 2016, tornou-se um dos fundadores da Orchestra Notturna Clandestina. João foca seus estudos na música erudita, nunca abandonando a popular. Em todos os seus concertos, busca incluir arranjos próprios de músicas populares brasileiras.

Manuel Fraga Trio (Argentina). Formado por Manuel Fraga (piano), Damian Falcon (contrabaixo) e Germán Roco (bateria), o Trio interpreta, no I Pianíssimo, repertório dedicado às trilhas sonoras dos filmes do cineasta Woody Allen. Reconhecido com um dos melhores pianistas de jazz argentinos, Manuel já se apresentou nas mais importantes salas de seu país, bem como no circuito de clubes de jazz. Desde 2005, dirige seu próprio trio. Com nove discos, Manuel provém de uma família de músicos e realiza um trabalho importante como docente em classes, oficinas e clínicas de piano, improvisação, harmonia, estilos de jazz.

Michael Andreas Haeringer (Espanha). Nascido em Barcelona, filho de pais alemães, começou a ter aulas de música aos 4 anos. Desde 2007, é aluno do pianista russo Gennady Dzubenko. Em 2016, apresentou-se no Palau de la Música, em Barcelona, executando o Concerto nº 5 “Emperor”, de Beethoven. Entre 2008 e 2010, venceu sete primeiros prêmios e foi finalista em vários concursos nacionais e internacionais de piano.                       

Pablo Rossi (Brasil). Catarinense de São José, foi o ganhador do Concurso Nacional Nelson Freire para Novos Talentos Brasileiros (em 2003) e está construindo brilhante carreira. Ganhou seu primeiro concurso com 7 anos e, desde então, somou mais de dez primeiros prêmios internacionais. Tem atuado como solista à frente de importantes orquestras, como Orquestra de Câmara do Kremlin, de Moscou e de Auvergne, e as Sinfônicas de Kirov, Brasileira (OSB) e de São Paulo (Osesp). Apresentou mais de 100 recitais em salas de prestígio pela Europa, Estados Unidos, África e América Latina. Atualmente, mora em Bruxelas (Bélgica), onde estuda regência orquestral com o maestro Ronnie Zollman. 

Roman Zaslavsky (Rússia/Israel). Ganhou reconhecimento internacional depois de vencer o primeiro prêmio do  “José Iturbi  International Piano Competition”, em Valencia, Espanha. Desde então, vem atuando regularmente nos principais palcos mundiais, nos principais países europeus, assim como em Israel, Japão, Colômbia, México, Argentina e Brasil. Em 2017, Zaslavsky foi indicado para professor de piano na University of Music and Arts, em Viena.

David Feldman Trio. Pianista, arranjador, compositor e engenheiro de som, nasceu no Rio de Janeiro, tendo iniciado estudos musicais e de piano aos 4 anos de idade. Em 2000, matriculou-se na new School for Jazz and Contemporary Music, em Nova York, graduando-se em 2002. Em 2004, foi semifinalista da competição de piano solo no Montreux Jazz Festival e retornou ao Brasil, onde tocou com Leny Andrade, Leila Pinheiro e atuou em duo com veteranos nomes da música brasileira, como Paulo Moura e Leo Gandelman. Em 2014, lançou um disco solo de piano e, dois anos depois, o álbum “Horizonte”, que confirmou o pianista carioca como um dos grandes talentos da música instrumental brasileira.           

Estefan Iatcekiw (Brasil). Primeiro colocado no no lV International Rachmaninov Piano Competition for Young Pianist, na Alemanha, o jovem curitibano, de apenas 14 anos, vem desenvolvendo uma trajetória de destaque. Iniciou seus estudos de piano aos 5 anos de idade, aos 9 fez seu primeiro recital solo, vencendo desde então vários concursos nacionais.

João Elias e Ligia Moreno (Brasil). João graduou-se em piano na UFRJ. Participou de master classes com importantes professores e foi vencedor dos mais expressivos concursos nacionais, entre os quais se destacam o Prêmio Revelação do piano no III Concurso Nacional Jovem Destaque (2010), Concurso para Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRJ (2011) e o X Concurso Nacional Villa-Lobos em Vitória (2013). Ligia é detentora de mais de 20 premiações em concursos nacionais e internacionais, entre eles o II Concurso Internacional Grieg-Nepomuceno, o II Prêmio Furnas, o Concurso Villa-Lobos e o III Encuentro Internacional de Niños y Jóvenes Músicos. Mestre em Música pela Universidade de Brasília, a pianista brasiliense atuou como solista das orquestras Sinfônica Brasileira, Sinfônica da Bahia, Experimental de Repertório, Bachiana Filarmônica, Sinfônica de Porto Alegre e Sinfônica de Brasília, entre outras, ao lado de grandes maestros. Em 2017, fez parte da delegação brasileira, que esteve em Xiamen, China, para a realização do Festival Cultural promovido pelo BRICS.

Pavel Kasarian (Brasil/Joinville) O diretor da Escola do teatro Bolshoi em Joinville nasceu em Moscou, Rússia. Começou a tocar piano aos 4 anos e já aos 19, diplomado pelo Instituto Tchaikovsky, de Viena, Suíça, foi contratado pelo Bolshoi de Moscou. Em Joinville desde 2001, procura harmonizar suas funções à frente do Teatro Bolshoi com seu lado pianista. Desde 2016, dedica-se a uma parceria com o violinista joinvilense Gabriel Vieira, em apresentações que mesclam o erudito com o pop/rock.

Matheus Alborghetti (Brasil/Joinville). Iniciou seus estudos musicais na Escola de Música Villa-Lobos, da Casa da Cultura de Joinville, em 2005. Em 2011, foi pianista da reinauguração da Sociedade Cultural Lírica de Joinville. Participou das duas edições (2014-15) do espetáculo “Noite das Artes” na Sociedade Harmonia-Lyra de Joinville, acompanhando o barítono catarinense Douglas Hahn. Mora em Curitiba, onde estuda na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. 

José Mello (Brasil/Joinville). Gaúcho, vive há quase 40 anos em Joinville, onde construiu sólida empresa e carreira paralela dedicada à música. E não apenas à sua própria, mas à de toda uma geração de músicos da noite. Conhecido como Maestro Mello, é engenheiro de formação e mantém uma banda integrada por vários profissionais joinvilenses – entre eles, o violonista Jorge Mello, médico e irmão do maestro. Pianista e acordeonista de talento, também foi reconhecido por sua performance na interpretação de várias peças do repertório de Astor Piazzolla.           

Fábio Oliveira (Brasil/Joinville). Natural de Joinville, é pianista, compositor e arranjador. Sua atuação percorre diferentes formatos e estilos musicais, servindo e apoiando a música regional. No repertório solo interpreta temas de compositores catarinenses, da música brasileira e internacional, também somando com músicas autorais. É pianista do Instituto Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.  

...
14/09/2018 Momento Pianístico

Pizzaria, restaurante, loja, padaria, hotel, salão de beleza, aeroporto. O piano vai (mesmo) tomar conta de Joinville durante o Pianíssimo. Está confirmado o roteiro do momento pianístico em vários estabelecimentos espalhados pela cidade.

A boa música vai receber os frequentadores desses locais em diferentes horários. Participam da ação os pianistas e professores Fábio Oliveira, Jadeson Vieira, Felipe Krelling, Daniela Haak, Sarah Bahr Pessoa, Jéssica Ladorucki, Edilson Forte Graciano e Diego Finder Machado. Sarah, Jéssica, Edilson e Diego são da escola Arte Maior.

Confira e participe:

Aeroporto de Joinville – dia 19, das 14h às 15h; dia 20, das 8h15 às 10h15; dia 21, das 17h às 19h; dia 22, das 8h15 às 10h15, das 14h às 15h e das 17h às 19h; e dia 23, das 8h15 às 10h15 e das 17h às 19h

Giuseppe Pizzaria (Rua Otto Boehm, 604) – dia 19, das 20h às 22h, e dia 23, das 11h30 às 13h30

Restaurante Smânia (Rua dos Ginásticos, 96 - fundos) – de 19 a 22, das 11h30 às 13h30

Lojas Princesa (Rua João Colin, 349) – dias 19 e 20, das 15h às 17h

Padaria da Vila II (Rua Alexandre Döhler, 56) – de 19 a 21, das 12h30 às 13h30 e das 17h às 18h, e 22, das 10h30 às 11h30 e das 17h às 18h

Hotel Mercure (Rua Otto Boehm, 525) – de 19 a 23, das 18h às 20h

Restaurante Santa Mistura (Rua Otto Boehm, 648) – de 20 a 23, das 12h30 às 13h30, e de 19 a 22, das 21h às 22h

Comfort Hotel (Rua Senador Felipe Schmidt, 460) – dias 20 e 21, das 20h às 22h

Cila Budal (Rua Aubé, 347) – dia 21, às 20h30

...
30/08/2018 Três gaúchos, um novo sonho

I Pianíssimo reúne, em Joinville, grandes talentos da música

Dois grandes pianistas, uma única origem, gaúchos de Quaraí, na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. Miguel Proença e João Tavares Filho pertencem a distintas gerações – mas à mesma paixão pela arte do piano e da música.

Radicado no Rio de Janeiro, onde dirige a Sala Cecília Meirelles, Proença é internacionalmente reconhecido em seus 54 anos de carreira e já atuou em vários países, ao redor do mundo, como solista e camerista. Autor de extensa discografia, é considerado um dos maiores intérpretes de Heitor Villa-Lobos – foi, inclusive, quem executou a parte para piano da trilha sonora do filme Villa-Lobos – Uma Vida de Paixão, de Zelito Viana. Em 2005, com a coletânea Piano Brasileiro, pela gravadora Biscoito Fino, inaugura o Selo Biscoito Clássico. Considerada pela UNESCO Patrimônio da Música Brasileira, a coletânea deu origem ao Projeto Piano Brasil que chega à oitava edição – iniciativa que percorreu várias cidades do país divulgando o piano e democratizando a arte já que, como o Pianíssimo, o projeto inclui atividades educacionais voltadas para a rede pública de ensino. Dedicado defensor da causa da democratização do piano e da música erudita – pela via da educação, sempre – Miguel Proença perdeu a conta de quantas cidades brasileiras já visitou com esse propósito – de oferecer recitais comentados, masterclasses e oficinas de música. Exerceu cargos de diretor artístico do Teatro do SESI de Porto Alegre, Secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro e diretor da Escola de Música Villa-Lobos. Exerceu de 1997 a 2002, o cargo de professor convidado da Universidade de Música de Karlsruhe, Alemanha. Doutor em Música pela Escola Superior de Música de Hannover, fez parte do corpo docente do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ.

Perto de completar 30 anos, João Tavares já exibe invejável currículo – e foi definido pela crítica italiana como “intensamente musical e expressivo”. Dedica-se à música desde os 6 anos de idade e vive, atualmente, na Itália onde busca constante aperfeiçoamento. Formado em música pela Universidade Federal de Santa Maria (RS), ganhou diversas competições pianísticas, entre elas “IV Concorso Pianistico Internazionale Andrea Baldi”, “Open Session 2013” da Filarmonica Romana, “International Music Competition for Youth Dinu Lipatti” recebendo também uma medalha de bronze do Presidente da Câmara dos Deputados da Itália. Foi contemplado com o Prêmio Funarte de concertos didáticos, em 2014, com o projeto “Cantando o Brasil” e em 2015 com o prêmio “Comunica Diversidade”, da Fundação Universitária José Bonifácio. João foca seus estudos na música erudita, nunca abandonando porém, a música popular.

Em todos os seus concertos busca incluir arranjos próprios de músicas populares brasileiras. Já dividiu palco com Hermeto Pascoal, Gabriel Grossi, Francis Hime, MPB4, Renato Borghetti, Fernando Deghi, Duofel, Gabriele Mirabassi, Greta Panettieri e realizou um vídeo promocional junto a Belchior.

O terceiro gaúcho que integra este seleto grupo do I Pianíssimo de Joinville é o produtor porto-alegrense Carlos Branco, da Branco Produções. Músico, compositor e professor, Branco tem larga atuação como produtor cultural em Porto Alegre. Foi diretor do Auditório Araújo Viana e coordenador de música da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre, antes de se lançar, em 1994, na carreira de produtor. A empresa que dirige levou à capital gaúcha artistas do quilate de B.B King, Paco de Lucia, Johny Rivers, John Pizzarelli, Jean Luc Ponti – além de inúmeros brasileiros como Caetano Veloso, João Gilberto, João Bosco, Djavan, Hermeto Paschoal e Maria Bethânia. Em 2003, a empresa passou a coordenar a programação musical do Santander Cultural, em Porto Alegre, que tem atingido um grande sucesso em todo o país. Desde 2010, coordena, também, a programação musical do Santander Cultural e, atualmente, do Museu do Estado de Pernambuco, na cidade de Recife.

...
30/08/2018 Músicos do Paraná estão entre os destaques do I Pianíss...

O jovem curitibano Estefan Iatcekiw e o paulista Davi Sartori, radicado na capital paranaense há 18 anos, figuram na programação do I Pianíssimo de Joinville – Todos os Pianos do Mundo, evento que toma forma de 19 a 23 de setembro com o propósito de se tornar referência nacional. Por cinco dias, a terra do Festival de Dança, também conhecida como Cidade das Flores e das Bicicletas, abre espaço para a cultura pianística. Dezenove pianistas – sete estrangeiros – se apresentam em diferentes locais, do Teatro Juarez Machado à Galeria 33, passando por praças, escolas e shopping-centers, com espetáculos gratuitos. Apenas para a programação no teatro é necessário ingresso – o segundo lote será liberado, também de graça, a partir deste sábado, dia 1º, pelo site www.pianissimodejoinville.com.br.

Premiado com o 1º lugar no 4º International Rachmaninov Piano Competition for Young Pianist, na Alemanha, o prodígio Estefan Iatcekiw, de apenas 14 anos, toca no dia 20 de setembro, às 19h, na Sala Agripina, situada na Escola do Teatro Bolshoi do Brasil (Avenida José Vieira, 315, bairro América). O programa de seu concerto passeia por peças de compositores clássicos: Carnaval de Viena, Op 26 (Schumann), Widmung (Schumann/Lizst), Venezia e Napoli no 3, Tarantella (Lizst), Pavane pour une Infante Defunte e Jeux d´eau (Ravel), Chopin (Scherzo no 1) e Prokofiev (Sonata no 3). Também estará no dia 22, a partir das 10h30, na Casa da Cultura de Joinville (Rua Dona Francisca, 800, Saguaçu).

Estefan Iniciou seus estudos de piano aos 5 anos. Aos 9, fez seu primeiro recital solo, vencendo desde então vários concursos nacionais, dentre eles o Concurso Professora Edna Bassetti Habbith, o prêmio de melhor intérprete de música brasileira de Villa-Lobos, o concurso nacional Souza Lima (hors-concours) e o Concurso Prelúdio 2017 da TV Cultura. Participou, por três anos seguidos, da Oficina de Música de Curitiba, recebendo orientação de professores renomados, como Olga Kiun e Michal Karol Szymanowski. O pianista atuou como solista, entre outras, na orquestra de cordas da 32º Oficina de Música de Curitiba, sob a regência de Reginaldo Nascimento, e na Orquestra Prelúdio, com o maestro Júlio Medaglia.

Já Davi Sartori se apresenta em duo com o violinista Gabriel Vieira, dia 21, às 19h, no palco do Joinville Garten Shopping (Avenida Rolf Wiest, 333, Bom Retiro). Pianista, arranjador e compositor, Sartori transita por áreas e gêneros musicais diversificados. Nascido em Terra Roxa (SP), também estudou com a pianista russa Olga Kiun, da Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Estreou sua obra camerística intitulada “Miniaturas do Imaginário Infantil” na Capela Santa Maria e teve composições premiadas no “Cascavel Jazz Festival”, em 2004. Sartori atuou como solistas e tem, em sua discografia, cerca de 40 CDs e 20 DVDs gravados, incluindo participações, arranjos e produções. 

Sobre o Pianíssimo

Na abertura (19), os pianistas Cristian Budu e Bianca Gismonti estarão no Teatro Juarez Machado, em dois espetáculos seguidos. Já na noite de encerramento (23), será a vez de conferir a ucraniana Valentina Lisitsa, fenômeno da música clássica na internet que já obteve mais de 170 milhões de visualizações em vídeos postados no Youtube. Outro ponto alto da programação são os chamados palcos livres. Nos dias 21 e 22, a Praça da Bandeira, no Centro de Joinville, receberá o Piano na Praça. Dia 23, a partir das 11h, músicos que se inscreverem até 5 de setembro pelo site (www.pianissimodejoinville.com.br) e forem selecionados pela organização, se apresentam no palco livre Vany Knoll, na Casa do Capitão (Rua Saguaçu, 212).

A seleção dos candidatos para o palco aberto está a cargo de Miguel Proença, um dos mais consagrados pianistas brasileiros, que se dedicou a resgatar a história da música erudita no país, estudando e gravando os principais compositores nacionais. Ao lado de Proença, na batuta do evento, estão o experiente produtor musical Carlos Branco, de Porto Alegre, e a joinvilense Albertina Tuma, criadora do Festival de Dança. Na esteira de um dos principais objetivos do Pianíssimo, que é promover a formação e o aperfeiçoamento dos músicos, Proença ministra uma master class (aula dada por um especialista) para professores e alunos avançados no dia 21 de setembro, às 10h, no Teatro Juarez Machado.

As inscrições estão abertas. Para participar, acesse o site e faça o cadastro, conforme o regulamento. O próprio Miguel Proença vai selecionar os alunos que integrarão a master class e, mesmo que o inscrito não seja selecionado, poderá participar como ouvinte.

Confira a programação completa: http://pianissimodejoinville.com.br/programacao


...
23/08/2018 Programa dos concertos de abertura e encerramento

Logo na noite de abertura do I Pianíssimo – Todos os Pianos do Mundo, que se realiza de 19 a 23 de setembro, em Joinville, os apreciadores do instrumento terão a oportunidade de assistir ao concerto do primeiro brasileiro a vencer o Grande Prêmio do Concurso Internacional Clara Haskil, na Suíça, em 2013, façanha que o lançou em uma sólida carreira global. Cristian Budu apresenta, no Teatro Juarez Machado, um concerto com obras de três compositores: Villa-Lobos, com Impressões Seresteiras; Schumann, com Kreisleriana op. 16, e Chopin, com os 24 Prelúdios. Já a ucraniana Valentina Lisitsa, considerada a primeira estrela da música clássica do YouTube, onde soma mais de 440 mil seguidores e 170 milhões de visualizações, encerra o “`Pianíssimo” (no dia 23) com Beethoven (Sonata ao Luar), Mussorgsky (Quadros de uma Exposição) e Tchaikovsky (Grand Sonata em Sol Maior, op. 37, e Seleção de “O Quebra-Nozes”).

No final de julho, Valentina esteve em São Paulo, para concertos com piano e orquestra. Aos 45 anos, solista requisitada por importantes orquestras pelo mundo, ela afirmou em entrevistas à imprensa paulista que o grande desafio do pianista é emocionar: “Como despertar uma lágrima em quem ouve? É uma tarefa formidável. Quando toco, quero levar o público a uma jornada espiritual, fazê-lo ficar em silêncio, meditar, criar um momento em que o tempo para e você absorve a música com o seu coração, não com o cérebro ou com os olhos”.

A pianista iniciou a educação musical na cidade de Kiev, na Escola de Música Lysenko, para crianças altamente talentosas. Em 1992, emigrou para os Estados Unidos. Inquieta e inserida no mundo digital, apostou na internet para ampliar seu público. Deu certo: veiculou seu primeiro vídeo no YouTube em 2007, com uma gravação de Étude Opus 39/6, de Rachmaninoff, e desde então multiplica seguidores nas plataformas online. Já tocou ao lado de orquestras como a Filarmônica de Rotterdam, a Sinfônica Brasileira, a Sinfônica de Chicago, a WDR SO Colônia, a Filarmônica de Seul e a Sinfônica de São Francisco. Atuou com regentes como Manfred Honeck, Yannick Nézét-Séguin e Jukka-Pekka Saraste. Recital no prestigiado Royal Albert Hall, de Londres, perante uma plateia de 8 mil pessoas, em junho de 2012, selou seu reconhecimento internacional. Foi o primeiro concerto com transmissão em tempo real mundial pelo Google.

Filho de romenos, nascido em Diadema (SP), o jovem Cristian Budu, aos 30 anos, é considerado um dos expoentes de sua geração. Dotado de musicalidade genuína e de uma calorosa força de comunicação, Cristian alcançou os primeiros lugares em diversos concursos nacionais, como o Concurso Nelson Freire e o Programa Prelúdio da TV Cultura, até a oportunidade de participar do Concurso Clara Haskil, na Suíça – segundo críticos, o maior feito de um pianista brasileiro nas últimas três décadas.

Já foi convidado a se apresentar nos festivais J. S. Bach na Suíça, na série “Rising Stars”, do Festival Frankische Musiktage, na Alemanha, no Festival da Radio France, no Festival de Delft, na Holanda, no Rockport Music Festival, nos Estados Unidos, entre outros. Reconhecido também por sua sensibilidade camerística, dividiu o palco com artistas como Christian Poltera, Jennifer Stumm, Rick Stotijn, Alexandra Soumm, Giovanni Gnocchi, Joseph Conyers e Semion Gavrikov, spalla dos segundos violinos da Orquestra Filarmônica de Israel. Cristian hoje desenvolve um duo com a violinista suíça Esther Hoppe, vencedora do Concurso Internacional Mozart e que leciona no Mozarteum, em Salzburg. 

No Brasil, é criador do projeto Pianosofia (www.pianosofia.com), que traz música clássica para a casa das pessoas por parte de uma comunidade de músicos que frequentemente se encontram, ensaiam e cultivam o genuíno amor pela música. O projeto valoriza formações de câmara com piano, na intenção de “acordar” os pianos que estão “mudos” nas casas das pessoas, e logo de início ganhou o importante apoio da Sociedade Cultura Artística. O Pianosofia prevê a expansão da comunidade por parte do público, sendo que todos os intgrantes são conhecidos pessoalmente em saraus que podem ser requeridos pelo próprio site.

...
22/08/2018 O piano vai à escola - Ação social do I Pianíssimo sensi...

Durante cinco dias, de 27 a 31 de agosto, crianças de cinco escolas municipais vão ser apresentadas à riqueza musical do piano. A ação social faz parte do escopo do I Pianíssimo – Todos os Pianos do Mundo, programado para o final de setembro, e que pretende transformar Joinville na cidade do instrumento.

As instituições contempladas pela ação serão as escolas Anita Garibaldi, Hans Müller, José Navarro Lins, Paul Harris e Pedro Ivo Campos. Segundo Patrícia Macedo, responsável pelo projeto e coordenadora técnica do I Pianíssimo, o objetivo é ampliar o universo cultural dos estudantes, apresentando as possibilidades sonoras e musicais em torno do piano. “Queremos estimular a percepção auditiva das crianças e abrir horizontes musicais e culturais”, sublinha a professora.

Cada exibição será embasada em um material audiovisual idealizado para a ação, com distribuição de cartilhas interativas que contam a história do piano, mostram composições para piano e outros instrumentos, além de vários pianos tocando ao mesmo tempo, passeando por diferentes estilos musicais. As crianças também poderão acompanhar uma partitura musical ao piano, observando e seguindo, auditiva e visualmente, como o pianista executa uma peça. Para completar, a cartilha traz curiosidades e “links” dos vídeos exibidos, para que o estudante possa acessar em casa, com a família.

Uma segunda iniciativa ocorrerá na semana do Pianíssimo – que vai de 19 a 23 de setembro. É o “Piano na Escola”, caminhão-palco com piano acústico que visitará a Escola de Educação Básica Gustavo Augusto Gonzaga, recebendo alunos também de instituições próximas para uma apresentação ao vivo.

...
07/08/2018 A terceira noite do Pianíssimo, em 21 de setembro, vai agra...

A terceira noite do Pianíssimo, em 21 de setembro, vai agradar os apreciadores do clássico e do jazz, nos dois espetáculos programados.


O primeiro pianista a encantar o público, no Teatro Juarez Machado, é o espanhol Michael Andreas Haeringer. Nascido em Barcelona, filho de pais alemães, Michael começou a ter aulas de música aos 4 anos. Desde 2007, é aluno do pianista russo Gennady Dzubenko. Em 2016, apresentou-se no Palau de la Música, em Barcelona, executando o Concerto nº 5 “Emperor”, de Beethoven.


Entre 2008 e 2010, venceu sete primeiros prêmios e foi finalista em vários concursos nacionais e internacionais.


Para fechar a noite, a Galeria 33 exibe a música do David Feldman Trio. Pianista, arranjador, compositor e engenheiro de som, Feldman nasceu no Rio de Janeiro, tendo iniciado estudos musicais e de piano aos 4 anos.


Em 2000, matriculou-se na new School for Jazz and Contemporary Music, em Nova York, graduando-se em 2002. Em 2004, foi semifinalista da competição de piano solo no Montreux Jazz Festival e retornou ao Brasil, onde tocou com Leny Andrade, Leila Pinheiro e atuou em duo com veteranos nomes da música brasileira, como Paulo Moura e Leo Gandelman. Em 2014, lançou um disco solo de piano e, dois anos depois, o álbum “Horizonte”, que confirmou o pianista carioca como um dos grandes talentos da música instrumental brasileira.


Prepare-se, que vem aí o I Pianíssimo – Todos os Pianos do Mundo.

...
22/06/2018 Jovem pianista mexicana toca no lançamento do I Pianíssimo...

Concerto será na quarta-feira, 27, no Teatro Juarez Machado; ainda há ingressos disponíveis

A jovem mexicana Daniela Liebman, considerada uma das maiores virtuoses do piano do meio erudito contemporâneo, faz o concerto de lançamento do I Pianíssimo, Todos os Pianos do Mundo, dia 27 de junho, às 20h, no Teatro Juarez Machado. Ingressos gratuitos podem ser reservados a partir deste sábado, pelo site www.pianissimodejoinville.com.br.

Daniela, que tem apenas 17 anos, foi nomeada pela Revista Forbes, em 2016, uma das 50 personalidades mexicanas mais influentes e criativas do mundo.

A artista nasceu em Guadalajara, Jalisco, México, em 2002. Começou a estudar piano com 5 anos e fez sua estreia como solista com orquestra com 8, tocando o “Concerto para piano nº 8”, de Mozart, com a Orquestra Sinfônica de Aguascalientes. Desde então, já realizou mais de trinta concertos, com vinte diferentes orquestras, em quatro continentes.

Com direção artística de Miguel Proença, o I Pianíssimo: Todos os Pianos do Mundo tem o desafio de transformar Joinville na cidade do piano no Brasil. A maior cidade catarinense vai acolher, de 19 a 23 de setembro de 2018, alguns dos mais brilhantes pianistas nacionais e internacionais para recitais, aulas e palestras, além de apresentações populares em restaurantes, shoppings e bares. Todas as apresentações serão gratuitas.

O I Pianíssimo se propõe a ser um eclético encontro de musicistas que, partindo do piano, visitará todos os gêneros musicais e chegará às mais diferentes classes sociais, democratizando o acesso à cultura, instrumento fundamental para a formação e a construção da cidadania.

Também no dia 27, às 10h, o pianista Miguel Proença, a convidada Daniela Liebman e toda a Comissão Organizadora do evento recebem os profissionais dos veículos de comunicação para uma entrevista coletiva, no foyer do Teatro Juarez Machado.

...
18/06/2018 Artista mexicana faz concerto em Joinville

A jovem mexicana Daniela Liebman, considerada uma das maiores virtuoses do piano do meio erudito contemporâneo, faz o concerto de lançamento – para a imprensa, patrocinadores e convidados –, do I Pianíssimo, Todos os Pianos do Mundo, dia 27 de junho, às 20h, no Teatro Juarez Machado. Daniela, que tem apenas 17 anos, foi nomeada pela Revista Forbes, em 2016, uma das 50 personalidades mexicanas mais influentes e criativas do mundo.

Daniela Liebman nasceu em Guadalajara, Jalisco, México, em 2002. Começou a estudar piano com cinco anos e fez sua estreia como solista com orquestra com oito, tocando o “Concerto para piano nº 8”, de Mozart, com a Orquestra Sinfônica de Aguascalientes. Desde então, já realizou mais de trinta concertos, com vinte diferentes orquestras, em quatro continentes.

Com direção artística de Miguel Proença, o I Pianíssimo: Todos os Pianos do Mundo tem o desafio de transformar Joinville na cidade do piano no Brasil.  A maior cidade catarinense vai acolher, de 19 a 23 de setembro de 2018, alguns dos mais brilhantes pianistas nacionais e internacionais para recitais, aulas e palestras, além de apresentações populares em restaurantes, shoppings e bares.

O I Pianíssimo se propõe a ser um eclético encontro de musicistas que, partindo do piano, visitará todos os gêneros musicais e chegará às mais diferentes classes sociais, democratizando o acesso à cultura, instrumento fundamental para a formação e a construção da cidadania.

No mesmo dia 27, às 10h, o pianista Miguel Proença, a convidada Daniela Liebman e toda a Comissão Organizadora do evento recebem os profissionais dos veículos de comunicação para uma entrevista coletiva, no foyer do Teatro Juarez Machado.

...
Patrocínio Master
Patrocínio
Apoio Cultural
Apoio
Apoio Institucional
Apoio em Serviços
Produção e Realização
Planejamento Cultural


Copyright © 2018 • Pianíssimo - Todos os Pianos do Mundo • Direitos Reservados